Hoje é 29 novembro 2021

Projeto de Lei busca valorização do mel de aroeira produzido no Norte de Minas

Começa a ser analisado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) o Projeto de Lei 3.331/2021, de autoria do deputado estadual Cristiano Silveira. O texto, protocolado na sexta-feira (19/11/2021), propõe o reconhecimento do mel de aroeira do Norte de Minas como de relevante interesse econômico e social do Estado.

A partir desse reconhecimento, por meio de lei, os órgãos responsáveis poderão emitir certificações específicas para o mel de aroeira da região. Da mesma forma, a legislação poderá ser base para procedimentos administrativos que busquem a proteção das áreas de cultivo. Essas medidas vão agregar valor aos produtos, reforçando também a identidade e as particularidades desse produto.

“O mel de aroeira do Norte de Minas tem características muito específicas que o diferem dos demais. É um produto de alta qualidade, que tem recebido atenção de pesquisadores, tanto para desenvolvimento de produtos alimentícios quanto para o uso medicinal. Vale destacar ainda que, atualmente, a região tem mais de 1.400 apicultores, que geram emprego e renda para a população. Por isso, é importante ter uma legislação que reconheça essa importância para o nosso estado”, explica Cristiano Silveira.

Estudos
O mel do Norte de Minas é produzido por abelhas do tipo europeia, a partir do néctar de árvores de aroeira. Pesquisadores de instituições como a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) e a Fundação Ezequiel Dias (Funed), vem realizando estudos sobre o potencial medicinal do mel de aroeira. A depender dos resultados, em breve poderá ser utilizado na produção de medicamentos e no tratamento de doenças.

mel-de-aroeira-norte-de-minas-cristiano-silveira

Posts Relacionados