Hoje é 29 novembro 2021

Cristiano Silveira pede suspensão das mudanças na cobrança da Copasa

O deputado estadual Cristiano Silveira apresentou nessa quinta-feira (07/10), um requerimento solicitando que o Ministério Público (MPMG) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG) apurem as mudanças na cobrança da tarifa de esgotamento sanitário da Copasa, que passou a ser cobrada de todos os usuários, incluindo aqueles que não têm acesso ao serviço de coleta e tratamento de esgoto.

O requerimento foi apresentado à Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. “É um absurdo o que está acontecendo no estado. Zema aumenta o repasse aos acionistas e o salário da diretoria da empresa e quem paga a conta é o usuário”, explica o parlamentar. Em 2020, a Copasa repassou cerca de R$1 bilhão aos acionistas e em agosto aprovou um aumento de 33% nos salários da diretoria da empresa, somando um aumento de R$7,8 milhões nos custos com a diretoria.

“Já para o usuário, para o cidadão mineiro, não há nenhum benefício, pelo contrário. Pessoas que não tem sequer acesso ao serviço de esgoto estão sendo cobradas pelo serviço, um aumento que chega a 50% do valor da conta de água”, completa Cristiano.

Entenda o aumento na conta da Copasa

No dia 1º de agosto entrou em vigor uma nova tarifa de água e esgoto para os usuários da Copasa. A mudança foi determinada pela Arsae, que é a agência reguladora do setor,  através das resoluções 154 e 156.  Com as novas regras, a Copasa passou a cobrar uma tarifa única para os serviços de água e esgoto, atingindo todos os usuários, inclusive os que não têm acesso ao serviço de esgotamento sanitário. O reajuste chega a 50% do valor da conta em muitos casos.

“Estamos no meio de uma crise econômica e sanitária e o governo Zema cria uma nova tarifa que a aumenta a conta de água justamente das pessoas mais pobres, que moram em locais com menos infraestrutura, que não contam com o serviço de esgoto.  Ao invés usar o aumento no lucro da empresa para melhorar essas condições, Zema prefere cobrar mais caro de quem tem menos”, aponta Cristiano.

Posts Relacionados

2 Comentário

  1. Eliana Cristina
    8 de outubro de 2021 at 22:35 Responder

    Parabéns pela iniciativa deputado. Aqui em Iturama pagamos por um tratamento que não existe. Quando ficamos sem água e a mesma retorna é suja e quando não cheia de cloro

  2. Manoel Cordeiro
    10 de outubro de 2021 at 13:29 Responder

    Parabéns mais uma vez deputado Cristiano Silveira. Você me representa. Tamo juntos nesta e em tantas outras lutas em favor do povo mineiro.