Hoje é 29 novembro 2021

Cristiano Silveira e OAB de Venda Nova solicitam criação do fórum regional

Comitiva com representantes de Venda Nova reivindicam instalação de fórum na região ( Crédito : Mirna de Moura/TJMG )

Na tarde dessa segunda-feira (08/11), o deputado estadual Cristiano Silveira e a diretoria da subseção Venda Nova da OAB-MG (Ordem dos Advogados de Minas Gerais) se reuniram com o desembargador Sérgio André Xavier, superintendente de Obras do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, para discutir a criação do fórum regional de Venda Nova.

A demanda foi apresentada pelo companheiro João Bosco Rodrigues (João Locadora), pelo presidente da subseção da OAB de Venda Nova, Warley Belo, e pelos membros da subseção Gualter Drumond, Marcos Henrique Ribeiro, Nelson Machado e Vensuer Silva, que também estiveram presentes na reunião.  “Essa é uma demanda antiga da população da região que é populosa e distante do centro da cidade, o que dificulta o acesso da população e dos advogados que atuam na região”, explica Cristiano Silveira. O parlamentar disse que está otimista com o início do processo para instalação do fórum regional em razão da importância do equipamento público do Judiciário para toda a região. Ele afirmou que trata-se de reivindicação antiga da população, que tem de percorrer cerca de 15 quilômetros para acessar a Justiça.

De acordo com o presidente da Subseção da OAB-MG, Warley Belo, a demanda atende não só de Venda Nova, como a todo o vetor Norte da capital. “Nosso levantamento demonstra que temos 1,6 mil advogados atuando na região, além de 270 mil moradores em 50 bairros. Fazemos limite com Ribeirão das Neves, onde estão instaladas penitenciárias. E o preso praticamente atravessa a cidade para audiências, aumentando o risco e o custo operacional da Justiça”, disse.

O desembargador Sérgio André afirmou que o Tribunal fica feliz em receber comitiva de alto nível com uma reivindicação popular. “Nossa obrigação é servir e vamos analisar o pedido com muito carinho. O presidente Gilson Lemes é uma pessoa de muita sensibilidade e vai fazer uma análise criteriosa dentro da nossa dotação orçamentária”, afirmou.

Com informações do TJMG.

Posts Relacionados