Hoje é 23 setembro 2020

Zema encaminha texto da Reforma da Previdência para ALMG

Uma Reforma da Previdência construída sem diálogo, que retira direitos dos trabalhadores é absurda!

A proposta entregue à ALMG na semana passada penaliza os servidores que ganham pouco e já estão com os salários congelados, aumentando a alíquota de contribuição de 11% para 13% para os que recebem até R$2.000 e para 14% na faixa salarial seguinte. Além do aumento da idade mínima para professores e do tempo de contribuição, a Reforma também põe fim ao ADVEB, acaba com a férias-prêmio e não inclui os servidores da segurança pública nas novas alíquotas.

A maior penalidade recai sobre os servidores da educação e da saúde que ganham pouco, estão com salários congelados e tiveram o seu direito ao reajuste salarial negado. E o governador ainda quer que a Assembleia analise e aprove o texto em poucos dias. Não vamos fazer como ele e ignorar o debate com os que serão impactados diretamente com as mudanças.

Se é preciso fazer ajustes, que eles não massacrem ainda mais os trabalhadores, retendo uma parcela maior de salários já pequenos e defasados. Contem com a minha luta para garantir um sistema solidário e justo, fortalecendo a estrutura existente.


Cristiano Silveira

Deputado Estadual e Presidente do PT de Minas

 

Saiba mais sobre a Reforma da Previdência em Minas:

 

whatsapp-image-2020-06-22-at-10-59-45

Posts Relacionados