Hoje é 17 agosto 2022

Prefeitos do Norte e Nordeste de Minas se reúnem com Lopes e Cristiano na UFVJM

Diamantina - UFVJM - Reginaldo Lopes - Cristiano Silveira - by Milson Veloso (2)

Representantes de vários municípios participaram da reunião. (Foto: Milson Veloso)

A possibilidade de que a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) expanda suas atividades para mais cinco cidades do Norte e Nordeste de Minas foi tema de uma reunião, no dia 23, na reitoria da instituição, em Diamantina. O encontro contou com a participação do deputado federal Reginaldo Lopes e os deputados estaduais Cristiano Silveira e Dr. Jean Freire.

 

Também estiveram presentes o reitor da universidade, Gilciano Saraiva Nogueira; o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal do Norte de Minas (IFNMG), Alisson Castro; os prefeitos Manoel Jorge de Castro (Januária), Fabiany Ferraz (Almenara), José Antônio Alves (Capelinha), Ramon Ferraz (Nanuque) e Armando Paixão (Araçuaí); e gestores da área da Educação.

 

 

Desenvolvimento

O reitor apresentou o histórico de crescimento da UFVJM, mostrando que nos últimos dez anos a instituição passou de dois cursos para 52 e ampliou o número de campi. Antes, havia apenas em Diamantina, agora Teófilo Otoni, Janaúba e Unaí também possuem unidades. “A universidade foi criada para promover o desenvolvimento regional e contribuir também com o Brasil, daí a necessidade da expansão”, disse Gilciano.

 

Ao citar o impacto da entidade nas cidades onde está presente, o reitor ressaltou o papel da UFVJM, trabalhando com cursos essencialmente em três pilares: Saúde da Família, Empreendedorismo e Formação de Professores. “Nossa ideia é formar profissionais da Saúde capazes de atuarem com o SUS; bem como educadores e empreendedores. É aquela ideia de o jovem sair da universidade pensando em criar o próprio negócio ou em servir a sociedade”, explicou. Os alunos de Medicina, por exemplo, fazem estágio em Centros de Saúde desde o começo do curso.

 

Para o deputado Cristiano Silveira, a expansão da universidade tem grande impacto econômico e social na região. “Com novos campi, os nossos jovens terão mais oportunidades de ingressar no ensino superior e também mais opções de curso. Sem falar que eles poderão estudar na própria região, sem ter que se mudar para Belo Horizonte ou outra cidade mais distante. Sem falar que a presença de um campus universitário muda a realidade de uma cidade, movimentando o comércio, gerando empregos e renda”.

 

 

Distância entre campi

Diamantina - UFVJM - Reginaldo Lopes - Cristiano Silveira - by Milson Veloso (3)

Gestores da área da educação também estiveram presentes. (Foto: Milson Veloso)

O deputado federal Reginaldo Lopes citou a característica geográfica da universidade, com campi a mais de 500 km da sede, como uma especificidade das regiões onde está presente – Noroeste, Norte e Nordeste de Minas – e um desafio para a gestão acadêmica. “A gente realizou expansões a cada mandato nos últimos 12 anos. Infelizmente, por várias questões – incluindo a dificuldade política e econômica do momento – a presidenta ainda não anunciou novas medidas nesse sentido”, comentou.

 

“Nós estamos neste cenário, com muita pressão em cima dos gestores acadêmicos e municipais por respostas mais objetivas. A universidade e o governo reafirma o compromisso com a expansão. Obviamente que nós vamos ter que encontrar alternativas também para fortalecer o campus central, mas precisamos apresentar um novo projeto para crescimento, considerando a realidade orçamentária atual”, acrescentou Lopes, assumindo o compromisso de articular com o reitor junto ao Ministério da Educação para viabilizar os novos campi.

 

Os prefeitos agradeceram a transparência nas informações e em todo o processo, destacando a importância do desenvolvimento regional que seria proporcionado pela atuação da UFVJM nessas cidades. Alisson Castro, do IFNMG, colocou o instituto à disposição para auxiliar no trabalho, podendo atuar em parceria com a universidade em outros municípios, seguindo o exemplo do que ocorre atualmente em Diamantina, onde o IF funciona em um dos Campi da UFVJM.

 

 

Próximos passos

Diamantina - UFVJM - Reginaldo Lopes - Cristiano Silveira - by Milson Veloso (1)

Deputados se comprometeram com o projeto da expansão. (Foto: Milson Veloso)

Ao final da reunião, foram apresentados e aprovados alguns encaminhamentos pelo grupo. O próximo passo será uma reunião com Reginaldo Lopes e o reitor no Ministério da Educação para discutir o processo de expansão, prevista para ocorrer em até três semanas. Na sequência, os prefeitos e secretários das cinco cidades também se encontrarão com representantes do MEC para entregar, juntamente com os dois articuladores, um projeto inovador e interinstitucional entre IFNMG e UFVJM, firmado por meio de um protocolo de acordo e cooperação.

 

Para garantir a expansão, no próximo ano a universidade incluirá as alterações no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Também serão realizadas audiências públicas nos municípios para definir as áreas do conhecimento que serão priorizadas nos cursos; os envolvidos buscarão uma solução para a legalidade na transferência das contrapartidas; prepararão e apresentarão um cronograma com a estimativa dos cursos; mobilizarão prefeitos de cada região para apoio e articularão ainda com outros parlamentares mineiros; na sequência, será criada uma Frente Permanente para fortalecimento da UFVJM e dado o encaminhamento para os institutos em Nanuque e Capelinha.

Posts Relacionados

Comentários estão fechados.