Hoje é 7 agosto 2020

Medidas econômicas e sociais para reduzir os impactos do coronavírus em Minas

Deputado estadual Cristiano Silveira apresenta uma série de recomendações pra que o Estado reduza os impactos do Covid-19 em Minas.

Adotar medidas urgentes que possam reduzir os impactos da pandemia do coronavírus em Minas. Esse é o pedido que o deputado estadual Cristiano Silveira apresentou ao governador Romeu Zema. O parlamentar protocolou um requerimento nesta quinta-feira (19/03/2020) que pede providências imediatas ao Estado e que também traz recomendações a serem adotadas.

Na área social, Cristiano Silveira pede que o Estado isente as pessoas de baixa renda do pagamento das contas de água e luz por 90 dias. Segundo ele, o governo poderá usar como critério o cadastro das famílias inscritas em programas sociais.

Para os consumidores que residenciais e comerciais que utilizam até 400kwh de energia elétrica, a o pedido é para que seja adiado o pagamento das contas de março, abril e maio. Dessa forma, o cliente efetuaria o pagamento dessas faturas de forma parcelada, a partir de julho, sem juros ou acréscimos.

O deputado também pede que seja adiado o pagamento da última parcela do IPVA, que teve vencimento entre os dias 13 e 19 de março. “Muitos trabalhadores terão a renda reduzida por conta desse período de isolamento. Da mesma forma o comércio e o setor de serviços terão queda de arrecadação. Por isso, é preciso que o Estado dê um fôlego a essas pessoas para que nossa economia possa se reerguer nos próximos meses”, explica.

Clique e acesse a íntegra do Requerimento e do Ofício encaminhado ao governador.

Área econômica
O requerimento também pede que o adiamento da cobrança do ICMS para pequenas e médias empresas por 60 dias. Os valores seriam cobrados posteriormente de forma parcelada. Outra medida sugerida para o setor é a liberação de crédito para essas empresas por meio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Segurança alimentar
Para atender aos estudantes de rede estadual, Cristiano Silveira pede que o Estado disponibilize a merenda diariamente para que os alunos possam levar o alimento pra casa. “É fundamental observar as questões sanitárias e garantir essas refeições, mesmo não havendo aulas. Sabemos que muitas crianças dependem dessa alimentação, por isso temos que garantir esse fornecimento”, destaca.

Saúde e prevenção:
Cristiano Silveira pede que seja determinado o fechamento de estabelecimentos comerciais como bares, shoppings, cinemas entre outros. Os serviços essenciais como farmácias, padarias e supermercados poderiam continuar funcionando para atender ao público.

Outra medida recomendada é que o Estado faça campanhas de conscientização em todas os veículos de comunicação para evitar boatos e fake News e passar informações seguras para a população.

“Nosso objetivo é ajudar o Estado a enfrentar essa grave crise, para que ela seja superada o quanto antes e para que possamos voltar a normalidade. Não vamos medir esforços para isso”. Finaliza.

Posts Relacionados