Hoje é 27 julho 2021

Governo atende parcialmente requerimento de Cristiano Silveira e anuncia Bolsa Merenda

Nessa quarta-feira (08/04), o Governo de Minas anunciou o programa “Bolsa Merenda“. Uma parceria com o Ministério Público de Minas Gerais para repassar um ticket mensal de R$50 para as famílias de alunos da rede estadual de ensino, com renda per capta de até R$89. O programa atende parcialmente o requerimento do deputado Cristiano Silveira que solicitou ao estado no dia 1ª de abril, o repasse de cestas básicas para garantir a segurança alimentar dos estudantes nesse momento de crise.

Na sua proposta, Cristiano pede que a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) destine cestas básicas para as famílias de todos os alunos matriculados na rede estadual. “Sabemos que muitos alunos têm na escola a sua única refeição diária. Precisamos garantir que, mesmo com as aulas suspensas, seja mantido esse direito à alimentação regular dessas crianças e jovens”, explica. Para o deputado, a luta agora é para que o benefício seja ampliado para mais famílias.

Veja AQUI o requerimento.

Benefício precisa ser mais amplo

O benefício anunciado atinge apenas parte dos estudantes, cerca de 380 mil famílias com renda abaixo de R$89 per capta. O recorte dos beneficiários, segundo Cristiano Silveira, exclui muitos estudantes em situação de vulnerabilidade social. “É um absurdo pensar que famílias com quatro integrantes e com renda mensal de R$400 estão excluídas do programa atualmente. O governo precisa anunciar essa ampliação”.

Para o deputado, a forma como foi feito o recorte dos beneficiários é equivocada: “estimaram quanto o governo gastaria com merenda escolar e, assim, dentro desse orçamento, selecionaram o recorte de renda até R$89 per capita, que não atende o número total de famílias em vulnerabilidade”, aponta.

Segundo informou a Secretária de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Elizabeth Jucá, em audiência realizada na Assembleia Legislativa de Minas (ALMG) nessa quarta (08/04), existem 7 milhões de pessoas inscritas em cadastros de assistência em Minas, todas elas possuem algum grau de vulnerabilidade. Ou seja, é um universo muito maior do que o contemplado pelo governo.

 

 whatsapp-image-2020-04-09-at-16-26-31

Posts Relacionados

2 Comentário

  1. DIVINO BARROS VIEIRA
    10 de abril de 2020 at 15:47 Responder

    Parabéns deputado Cristiano!

    Sempre na luta pela busca de melhorias para os que mais precisam, principalmente nesse momento de crise. Avante!

  2. Rosana
    11 de abril de 2020 at 16:05 Responder

    Realmente eu preciso de uma cesta nesse momento