Hoje é 8 abril 2020

Cristiano critica Zema e sua inabilidade política

Nessa quarta-feira (11/03) o governador Romeu Zema vetou parte da recomposição salarial que ele mesmo havia proposta para os servidores da segurança pública de Minas Gerais. O projeto proposto pelo governo previa recomposição de 41% até 2022. No entanto, Romeu Zema, vetou parte do PL, sancionando apenas o reajuste de 13% previsto para 2020. O governador também vetou a emenda ao projeto que estendia a recomposição às outras categorias do funcionalismo mineiro.

Na reunião ordinária da quinta-feira (12/03), o vice-presidente da ALMG, Cristiano Silveira, criticou o governador. Segundo ele, “o governador, na sua inabilidade política, conseguiu desagradar todo mundo: a segurança, pois fez um acordo e não vai honrá-lo, o restante do funcionalismo porque não propôs nenhuma negociação para a recomposição, a assembleia legislativa, sua base de apoio e até mesmo o seu partido”, afirmou.

O deputado defendeu a emenda que estenderia o reajuste a outros servidores. “Ela poderia ter sido desnecessária se o governador tivesse aberto diálogo com a educação, a saúde, o meio ambiente, o DER, e as demais categorias do funcionalismo”, apontou. “A luta é para que o governo abra o diálogo da negociação, que acabe de pagar o que deve do 13º salário, para que cumpra a emenda constitucional do piso”, completou.

Assista à sua fala em plenário:

Posts Relacionados