Hoje é 27 julho 2021

Conselheiros tutelares poderão ter prioridade na vacinação contra a Covid-19 em Minas

conselho-tutelar-1024x683

Conselheiros atuam na defesa dos direitos da criança e do adolescente. (Foto: Pedro Ventura / Agência Brasil)

Os conselheiros tutelares que atuam nos municípios mineiros poderão ser incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. Isso é o que prevê o Projeto de Lei 2.740/2021, apresentado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nessa segunda-feira (24/05/2021). A proposta é do deputado estadual Cristiano Silveira.

De acordo com o texto, terão prioridade na vacinação os conselheiros tutelares efetivos, que estejam trabalhando atualmente. Para comprovar o exercício da função, poderá ser apresentada a publicação do Diário Oficial do município com as nomeações. Também poderá ser utilizada uma declaração da prefeitura, a ata do processo se seleção ou outro documento que ateste a atividade.

“Os conselheiros tutelares não interromperam suas atividades durante a pandemia. Eles trabalham em contato direto com o público. Por isso, o risco de contaminação é maior. Sendo assim, é necessário que eles recebam a vacina o quanto antes para que eles tenham segurança para exercer suas funções”, explica Cristiano Silveira.

O parlamentar lembra que projetos semelhantes estão sendo analisados em outros estados. “Nos Distrito Federal, os conselheiros já forma vacinados. Em São Paulo, também apresentaram um projeto com essa reivindicação. Em Minas são cerca de mil profissionais. Eles prestam um serviço de grande importância para a sociedade e precisam da vacina para que essas atividades não sejam interrompidas”, conclui.

 

 

Posts Relacionados